Como é visitar a Rússia?

Dos 50 países (até a presente data) dos quais já tive o privilégio de visitar, sem qualquer dúvida, coloco a Rússia entre os meus favoritos.

Não por ser um país com um litoral lindo e cheio de praias como o meu querido Brasil; muito menos por ser um país com uma culinária maravilhosa como a Tailândia, França; e menos ainda por ser um país de pessoas alegres e simpáticas como também tive a oportunidade de vivenciar na Tailândia e nas Filipinas.

Antes de começar a falar (escrever) sobre a minha experiência na Rússia, é preciso voltar um pouco no tempo para justificar a imensa vontade que sempre tive de conhecer a Rússia.

Primeiramente, embora eu seja brasileiro e negro, fui batizado como Ivan pelos meus pais (meu pai também se chamava Ivan), que nada mais é do que João em russo.  Sempre na infância pelo fato de ter sido bagunceiro (para não dizer uma peste ou um capetinha), era por vezes chamado na escola de “Ivan – O Terrível”, alusão a um dos czares da dinastia russa que é conhecido na história por sua extrema crueldade.

Em segundo lugar, eu como nascido na década de 80, sempre fui bombardeado com filmes americanos onde sempre os russos eram vilões e os americanos, os bonzinhos. Sinceramente, eu nunca fui fã dos bonzinhos e isso me nutria uma enorme vontade de conhecer a Rússia, o lugar dos maiores inimigos dos americanos.

Além disso, não há como falar da história da humanidade e não citar Rússia: Comunismo, Napoleão Bonaparte, Lênin, Stalin, Chernobyl, Hitler, Segunda Guerra Mundial, Guerra Fria … em todos os grandes acontecimentos da humanidade sempre houve algum envolvimento da Rússia direta ou indiretamente. Geograficamente, a Rússia sozinha ocupa 2 continentes, possui uma das maiores reservas de petróleo do mundo com 12% da produção mundial, entre outros fatos políticos e culturais (ballet).

Consequentemente, depois de vir morar na Alemanha, essa vontade de visitar a Rússia se acentuou ainda mais devido a dois motivos (prometo que depois disso vamos falar da viagem OK?). A proximidade geográfica (e consequentemente os preços são muito mais atrativos) e o simples fato dos alemães insistirem em me perguntar porque eu tenho um nome russo, se eu venho do Brasil (não sei responder essa pergunta ainda…rsrsrsrs).

Vamos ao que interessa! Mother Russia!

Quando e Quais cidades e Moeda?

 Fomos para a Rússia em Outubro de 2018 e escolhemos visitar as duas cidades mais conhecidas e consequentemente mais turísticas: St. Petersburgo e Moscow. E passamos 10 dias no total, 5 em cada cidade. Sinceramente, a Rússia é fria, e outubro embora já esteja friozinho na Alemanha (entre 10-15 graus), na Rússia já é praticamente inverno. Pegamos diariamente entre 3 – 10 graus, em St. Petersburgo garoa e tempo fechado praticamente todos os dias. Em Moscow vimos o sol algumas poucas vezes e o tempo também não estava lá grande coisa. Portanto já sabe, se quer solzão, calor e consequentemente mais gente nos pontos turísticos e caos, visite a Rússia no verão.

A moeda da Rússia é chamada de Rúbia e 1 Euro custa em torno de 70 Rúbias. Já 1 Real custa em torno de 15 Rúbias (cotação em 11.2019).

Nesse caso posso afirmar que visitar a Rússia não foi caro, obviamente pelo fato de que eu ganho em Euros 🙂

Chegada na Rússia: St. Petersburgo

Nosso vôo foi excelente, porque na ida, fizemos um pit-stop em Riga, capital da Letônia, onde permanecemos por uma noite e um dia.

IMG 1324 1024x575 - Como é visitar a Rússia?
Riga, capital da Letônia

A Cia Aerea pela qual voamos chama-se Air Baltic e como o nome sugere é a cia aerea responsável por voar principalmente de/para os países Bálticos.

Pagamos em torno de 196 euros por pessoa saindo de Frankfurt até São Petersburgo e voltando de Moscow até Frankfurt.

foto 1 voo - Como é visitar a Rússia?

Como chegamos à noite no aeroporto, que é afastado da cidade. Eu já sabendo que na Rússia a população fala bem pouco inglês, decidi antecipadamente reservar um “shuttle” (transporte) do aeroporto até o nosso hotel. O nome da empresa/site chama Kiwi…o valor eu não lembro quanto foi, mas no vídeo no final do post eu detalho todos os custos da viagem.

Ao desembarcarmos o nosso shuttle estava lá, era um senhor simpático que arranhava um inglês com um super sotaque russo, igual aqueles que eu via nos filmes de Hollywood.

Primeiras impressões de St. Petersburgo…cidade muito imponente, cheia de shoppings gigantescos (passamos por vários no caminho aeroporto – hotel), um trânsito terrível e o centro da cidade com uma altíssima concentração de gente rica…eu particularmente não tinha essa ideia sobre a Rússia…

Hotel em St. Petersburgo

O hotel que ficamos era meio escondido e ficava numa área residencial, levemente esquisito, o taxista inclusive teve um pouco de dificuldade de encontrar o local… Mesmo assim, o local não apresentava nenhum perigo e em nenhum momento tivemos qualquer problema de segurança na Rússia.

Nos hospedamos em um hotel chamado “Hotel Cameo”, que custou 158 Euros por 5 noites com café da manhã. O que mais gostamos foi a localização do hotel, pois de lá conseguíamos chegar em torno de 10-15 minutos até uma estação de metrô e fomos a todos os pontos turísticos, o metrô de St. Petersburgo é a melhor forma de se locomover na cidade.

hotel cameo st petersbirg 1024x613 - Como é visitar a Rússia?
Hotel Cameo

Visitar a Rússia Pt1: St. Petersburgo

A cidade é repleta de pontos turísticos…tem muita, muita coisa pra fazer, porém a grande maioria dos locais são pagos! Nesse caso recomendo você comprar o St. Petersburg Card, que é um cartão que dá lhe permite visitar os pontos turísticos principais da cidade, sem pagar, ou com um grande desconto, além de dar direito a um ônibus de hop-on-hop-off (1 dia), que sinceramente utilizamos bem pouco, pois a pé e de metrô acessamos os pontos com muito mais rapidez.

IMG 1438 1 1024x575 - Como é visitar a Rússia?
Igreja do Sangue Derramado

Resumindo os pontos turísticos mais convencionais e que são obrigatórios: Igreja do Sangue Derramado, Catedral St. Isaac, Ermitage, rolês pelos metrôs que são históricos e bonitos, Palácio de Inverno, e se deliciar com a culinária da Geórgia comendo uns Khinkalis, que é uma massa cozida com recheio diferentes, por exemplo, carne ou queijo.

IMG 1625 1024x575 - Como é visitar a Rússia?
Khinkali , delicioso!

No vídeo abaixo, tem um pouco de tudo…

Além dos pontos turísticos mais convencionais eu recomendo você tirar um dia para visitar o Castelo Peterhoff. Ele fica afastado da cidade (pouco mais de 1 hora), mas é simplesmente fantástico. Eu sou um amante de castelos, já visitei muitos aqui na Alemanha, e posso afirmar que o Peterhoff é um dos mais lindos que já visitei!!

Castelo Peterhoff

Caso você ame bastante sua esposa, assim como eu amo a minha, ou caso você seja uma mulher (ou homem) que gosta de ballet, recomendo comprar com antecedência um ticket para assistir ao espetáculo “Lago dos Cisnes”, no teatro Maryinsky, um teatro antigo e super tradicional da Rússia.

Comprei dois tickets e os assentos eram um pouco mais mais longe, porém foi tranquilo de ver o espetáculo. Apesar de não ser o meu estilo (sou metaleiro, então imagina), tenho minha mente aberta a outros tipos de arte e confesso que achei extremamente técnico e profissional o ballet. O preço foi em torno de 57 euros para duas pessoas, e é possível comprar diretamente no site do teatro e receber os tickets no seu E-mail pessoal, imprimir em casa e pronto.

Visitar a Rússia Pt.2: Moscou

A segunda parte dessa viagem fizemos de trem, saindo de St. Petersburgo até Moscow a viagem durou cerca de 5 horas. Assim sendo, pagamos 131 Euros por 2 pessoas, porém, somente trajeto de ida, pois voamos de volta de Moscow para Riga e depois Alemanha.

Chegamos lá durante o dia e na estação central de trem, oque facilitou bastante o acesso até o hotel. O Hotel se chama-se Cityconfort Novokuznetskaya custou em torno 153 Euro por 5 noites.  A localização é excelente e também perto da estação de metrô e de alguns pontos turísticos. Ao contrário do que fizemos em St. Petersburgo, aqui decidimos ter um pouco mais de liberdade e fazer os pontos que estávamos com vontade. A Praça Vermelha e o Kremlin são atrações obrigatórias, visite de dia e de noite.

Além de menos turística gostei mais de Moscow por poder observar melhor a cultura e o povo russo e de certa forma vivenciar um pouco disso. Entretanto, um dos pontos turísticos que mais gostei, foi sem dúvida o Bunker 42.

O Bunker 42 foi construído na década de 50, após a Segunda Guerra Mundial e durante a Guerra Fria entre os EUA e a antiga U.S.S.R. e ficou ficou durante décadas mantido em sigilo para a população local até que recentemente foi aberto ao público para visitação.

Ele fica a mais de 60 metros de profundidade e é protegido por uma extensa camada de concreto e aço, de forma a proteger os que ali estivessem em caso de um ataque nuclear.

IMG 1837 1024x575 - Como é visitar a Rússia?
Bunker 42

Conseguimos um horário com guia em inglês, e antes fomos “educadamente convidados” pelo segurança russo do local a conhecermos o bar/restaurante, antes do nosso tour. Pegamos um elevador…e alguns minutos depois fomos recepcionados no Bunker por uma Srta. que apenas disse: “Follow me” !!

IMG 1843 1024x575 - Como é visitar a Rússia?
Entrada do Restaurante do Bunker 42

Alguns minutos depois chegamos no restaurante onde comandantes e oficiais da antiga União Soviética  fizeram suas refeições e com certeza passaram algum tempo discutindo sobre guerra e política. Uma experiência sensacional tomar um drink num local tão histórico como esse ao som de músicas antigas e filmes russos clássicos passando na TV.

IMG 1847 1024x575 - Como é visitar a Rússia?
Restaurante de Bunker 42

O custo do ingresso foi um pouco salgado, algo em torno de 30 euros, porém valeu cada centavo. Embora eu tenha descrito por alto os custos gerais aqui no post, caso você desejar, pode obter informações ainda mais detalhadas sobre o custo da viagem que fizemos para a Rússia:

Conclusão sobre visitar a Rússia:

Eu não diria que a Rússia é visitar um outro país, mas sim um outro planeta! As pessoas são muito diferentes e se comportam de uma forma muito diferente da qual nós ocidentais estamos acostumados. Por vezes são extremamente rudes e mal-educadas, e ficavam me encarando nos metrôs e observando incessantemente, mas não com um jeito violento, porém curioso. Confesso que me pareceu que os russos não estão acostumados a ver negros, aliás vi pouquíssimos nos 10 dias em que estive lá.

De qualquer forma não fui destratado e nem sofri nenhum tipo de discriminação ou preconceito enquanto estive lá. Até pelo fato de que eu não saio na rua “caçando bruxas”.

Para encerrar, vale muito a pena visitar a Rússia e ter essa experiência de estar em país tão histórico e importante. Sinceramente, eu preferi muito, muito mais Moscou à St. Petersburgo. Achei St. Petersburgo uma cidade muito turística, embora tendo sua própria história e grande importância, na minha opinião não retrata e não passa com exatidão o sentimento, a sensação de estar na Rússia. Moscou, por outro lado é uma cidade sensacional , exatamente a ideia que eu tinha da Rússia.

Espero que meu post tenha ajudado sinta-se à vontade para comentar esse post e siga-me nas redes sociais. Boa Viagem!

- Como é visitar a Rússia?
Sobre Ivan Rocha 5 Artigos
Ivan Rocha mora na Alemanha desde 2015. É consultor de TI, cursa um mestrado na mesma área, possui um canal no Youtube também chamado Viagens e Vistos, e agora ainda resolveu ter um blog! :-)

4 Comentários

  1. Ivan Rocha, sou louca para conhecer a Russia, se Deus quiser, assim queessa pandemia terminar, arrrumo a mala e la vou eu, adorei saber que moras na Alemanha, tambem tenho uma amiga que mora em Colonia a mais de 50 anos, ela se casou com engenheiro alemao, em 2016, estive dando umas voltas pela Europa, e passei 9 dias em Colonia, moro emm Copacabana a 2 quadras da praia, sou carioca, nascida e criada na zona sul, guando vieres ao Brasil, gostaria que me telefonase, 55 21 2035-0993. Abracos para voce e sua mulher, ate breve, meu email- mariaterraf@gmail.com.

  2. Ivan Rocha, sou louca para conhecer a Russia, em 2016, fui dar umas voltas pela Europa, visitei 6 paises, dentre os 6 Italia, Alemanha e Paris, eu ja conhecia. Tenho uma amiga brasileira que mora em colonia, e casada com alemao, eu e ela somos amigas a mais de 50 anos, estive com ela por 9 dias, mais fazia muito frio, mas adoro frio, so viajo pela Europa no inverno, para curtir muito o frio, calor ja basta aqui no Rio, que as 4 estacoes e verao, verao, verao, e verao, odeio o calor sou carioca nascida e criada em Copacabana, moro a 2 quadras da praia mais famosa do mundokkkkkkkkkkkkkkk, gostaria manter contacto com voces, sua mulher fala portugues? Se nao fala vai falar, o marido da minha amiga, fala portugues, ela o ensinou, abracoa para voces, ate breve.

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*